segunda-feira, 18 de agosto de 2014

A paz do Menininho Jesus

Padre Fernando, nosso orientador espiritual do Ministério para Crianças, se prontificou a presentear os servos do Ministério para Criança com uma reflexão mensal.

Partilhar esta graça é o maior presente de que podemos receber de nosso Deus.

Em oração rezou por nós servos do Ministério e escreveu o que estava no seu coração.

Deus seja louvado!

Espero que conforte a todos como confortou meu coração.
Abraço
Hyde Flávia


"Caríssimos, evangelizadores de Crianças!!!
A paz do Menino Jesus, o amor e o carinho de Maria, e o meu abraço fraterno, quero, pois fiz uma reflexão, e quero que partilhem dela. 
Deserto lugar de Recomeçar!!!
LUCAS 4,1-3
O que é o Deserto? Deserto é um lugar hermo, sem vida, sem água, sem perspectiva, é um lugar de escassez. O fato é que todos nós já passamos por algum deserto e ainda iremos passar outros tantos. Como diz o texto acima, até o próprio Jesus teve que ir ao deserto. O problema é que temos medo do deserto. Mas por que temer, se o deserto é PASSAGEM obrigatória? Bom, eu quero compartilhar 3 aspectos interessantes,  sobre o deserto:

1 - O DESERTO É LUGAR DE PASSAGEM: ninguém gostaria de ir morar no deserto, Deus não criou o deserto para ser tua morada! Porém em muitos momentos da vida temos que passar por lá, e quando achamos que estamos passando... vem outro deserto! Lembre-se: para chegar a terra prometida, a terra que mana leite e mel, a terra de abundância, de fartura, temos que passar pelo deserto.

2 - O DESERTO É UMA ESCOLA: Foi o próprio Espírito Santo que levou Jesus ao deserto. Foi Deus quem mandou Moisés levar o povo ao deserto. No entanto temos que entender algo: Deus quer nos ensinar algo com os desertos da vida, isso quer dizer que quanto mais cedo você aprender, mais rápido vai sair deste momento de sequidão. Nesta escola (deserto) aprendemos em três níveis:
- Com Deus - No deserto passamos a buscar mais a Deus, é no deserto que aprendemos a clamar e a reconhecer o poder de Deus, se não, de lá não sairemos. Deserto é o lugar de aprender a depender totalmente de Deus e só de Deus!
- Comigo Mesmo - No deserto temos tempo de ficarmos a sós e então refletimos sobre quem nós somos ou o que somos. Refletimos sobre o que precisamos mudar e o que é necessário aprender. Neste momento nos encontramos!
- Com os Outros - No deserto aprendemos a ser humildes, a ser simples como as pombas, mas espertos como serpentes. No deserto aprendemos em quem podemos confiar, descobrimos quem são aqueles que podemos contar de verdade, descobrimos que não somos o centro do universo. Descobrimos neste momento a reconhecer as autoridades constituídas e as verdadeiras amizades.

3 - O Deserto é lugar de recomeçar: sabe por que o deserto é um lugar tão calmo? Porque é lá onde devemos ficar em quietude para ouvir a voz de Deus. Não reclame, não murmure, apenas OUÇA! Lembre-se: sua situação poderia ser bem pior, ou ainda pode ser agravada. Sua história poderia não existir. Não deixe que o deserto seja o seu fim, RECOMECE! _Ah! mas eu já tive muito trabalho! NÃO IMPORTA! RECOMECE!
O deserto é o lugar de esquecer as derrotas e as glórias do passado, no deserto todos somos iguais. Desista de fugir, encare o deserto: PASSE por ele, APRENDA com ele e acima de tudo RECOMECE!

Deus abençoe  Abraços !!!"     

Pe. Luiz Fernando

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

GRUPO DE ORAÇÃO - VOCAÇÕES



Hoje compartilhamos o grupinho de oração sugerido na mobilização de oração deste mês. Prepare com muito carinho.

Tema: Vocações

Reflexão para os coordenadores: Estamos no mês das vocações e nós, crianças e evangelizadores, precisamos entender que a maior vocação que Jesus nos convida é o amor. Quando você quer seguir uma profissão, são muitos os caminhos a seguir, não? Pois é. Dá pra escolher aquela que dá mais dinheiro, a que ajuda a se realizar melhor, a que o mercado esta mais necessitando, etc. Mas quando se fala de vocação, a história é diferente. A vocação é um chamado especial de Deus para cada pessoa. Todos são chamados para algo. É para isso que Deus nos dá os dons.
A nossa vocação primeira é o amor, amar não é somente um sentimento, mas é uma decisão individual que exige de cada um renunciar a si mesmo, perdoar 70x7 e aceitar o outro da maneira que ele é. Jesus em sua palavra nos disse: “Este é o mandamento: amai-vos uns aos outros assim como Eu vos amo. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos. (Jo 15, 12-13)”. São muitos e diversos caminhos que se pode seguir para atender ao chamado de Deus. Na mensagem do evangelho há um convite contínuo a seguir Jesus Cristo. “Vem e segue-me.” (Mt 9,9; Mc 8,34; Jo 8,12). O que Deus quer de mim?Será que estou no caminho certo? Somos chamados a realizar a vontade de Deus nas pequenas ações do dia-a-dia. Deus vai revelando, pouco a pouco o que deseja de nós. Mas se não sou responsável nas coisas aparentemente pequenas, como Ele vai pedir outras “maiores”?.... “Muito bem, servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito.” (Mt 25,23)
 Como ovelhinhas sigamos o mandamento de Jesus amando-nos cada vez mais e colocando nossos dons a seu serviço!
Acolhida: Como sempre acolher as crianças com muita alegria e amor. Cante músicas animadas como iêiêiê, mergulhe de cabeça, querigma, creio num Deus que é Pai, é bem da hora, entre outras. Reze Ave Maria e Pai nosso em gestos.
Louvor: Conduza um louvor bem alegre e participativo. Convide cada criança a louvar por um amigo. Incentive-as a louvarem por Jesus o amigo fiel, pelos sacerdotes, irmãs, seus catequistas, pela sua família, pelos coleguinhas da escola. Pode fazer o louvor da bola. (A criança que segura a bola louva e em seguida joga a bola a um coleguinha e este louva, e assim segue até o final do louvor).
Efusão do Espírito Santo: Clamar o espírito santo pedindo que ele venha sobre você e as crianças ajudando-os a serem mais santos. Comece cantando “pede, pede, agora o Espírito Santo” bem rapidinho e depois vá acalmando, iniciando assim a oração.
Pregação:Pode se levar figuras, recortes, para ilustrar.
Vida sacerdotal: São os padres. Pessoas consagradas a Deus pelo sacramento da Ordem. Com a unção recebida das mãos do bispo, recebem autoridade para consagrar a Hóstia, transformando-a em corpo e sangue de Jesus Cristo, e dar a absolvição dos pecados. Apenas homens podem ser sacerdotes na Igreja católica. A vocação do sacerdócio é:
- Um ministério de amor entre Deus que, por amor, chama ao homem que, também por amor, lhe responde livremente. - Um chamado para ser a ponte entre Deus e os homens. - Um chamado a continuar no mundo e salvá-lo, mas não ser mais do mundo. - A decisão de um jovem que quer decidir a vida par ajudar aos irmãos a salvarem suas almas e tornar este mundo mais conforme com o que Deus pensou.
A vocação do sacerdócio não é:
- Um sentimento: costuma-se dizer “eu sinto a vocação”. Na verdade a vocação não se sente. É, antes, uma certeza interior que nasce da graça de Deus que me toca a alma e que me pede uma resposta livre. Caso Deus chame, a certeza irá crescendo na medida em que sua resposta for mais generosa.                                                                                                                                                                  - Um destino irrevogável, iniludível: muitos acreditam que quem tem a vocação vai porque vai. Não! A vocação é um ministério de amor e o amor é livre. Se nãorespondo com generosidade, o chamado de Deus fica frustrado.                                                                                                                                                         - Um refúgio para quem tem medo da vida.      
 - Uma carreira como qualquer outra. Não! É uma história de amor.   - Uma segurança matemática. Na verdade, na vocação sacerdotal você tem que aceitar o risco do amor, mas lembre-se: é um risco nas mãos de Deus.
Vida religiosa: São homens e mulheres consagrados a Deus para viverem um determinado carisma. Atendem o chamado de Deus e pronunciam os votos de pobreza, castidade e obediência dentro de uma determinada congregação religiosa. Há irmãos e irmãs que trabalham com saúde, idosos, comunicações. Cada uma tem o seu carisma próprio e destina-se a propagar o evangelho no mundo, levando a proposta do Reino de Deus as diversas pessoas e culturas.
*A vocação religiosa é assumida por homens e mulheres que foram chamados a testemunhar Jesus Cristo de uma maneira radical. É a entrega da própria vida a Deus.
Vida matrimonial: São as pessoas que casam. É das vocações a mais conhecida e mais desejada. Uma família bem estruturada serve como um celeiro para as demais vocações. Dentro da igreja, o matrimônio tem uma função muito importante, que é a de ser testemunha do amor de Deus. O casal tem a missão de educar bem os seus filhos na fidelidade a Deus e ao seu amor de pai.
*A família é chamada a constituir a Igreja doméstica. É na família que é possível expressar as mais variadas formas de amor: amor conjugal; amor paternal e maternal, amor filial e amor fraternal.
*Aqui lembraremos um pouco da vocação de ser Pai: dizemos que somos educados, mas a base da educação está no coração de nossos pais. É o amor. A vocação de ser pai, portanto esta ligada ao tema da vida. Pela paternidade passamos questões que envolvem o ser humano. Diz a experiência: “aprendemos a ser filhos depois que nos tornamos pais; a sermos pais e depois que somos avós”. Vemos que na nossa trajetória de vida há uma constante: a condição de aprendiz. Ser pai significa abertura para a vida. Ser pai é a expressão de amor. Ser pai é ir ao encontro da condição de herói e exemplo para alguém. É assumir o papel para o outro orgulhar-se dele. Ser pai é abraçar a co-autoria na transmissão da vida.
Vocação leiga: É a vocação do cristão comprometido. Aqui se encaixam todas as pessoas que ajudam na igreja: Diáconos permanentes, catequistas, ministros, etc. Há ainda determinados movimentos de leigos consagrados. É a vocação por essência do cristão porque quando este se assume com garra a sua essência de batizado, assume o compromisso de ser evangelizador.
*A igreja precisa abrir para o mundo, por isso precisa de leigos. A vocação laical tem sua origem nos sacramentos do batismo e da crisma. Ela ocupa um lugar central na igreja, define a igreja para o mundo. Vivendo no mundo como solteiro, casado ou consagrado, os leigos sõ fermento na massa, sal e luz do mundo. Vejamos algumas características de estar inserido no meio da sociedade como fermento na massa, sal que dá sabor e luz que ilumina os difíceis caminhos:
-Colocar em prática as possibilidades cristãs escondidas no meio do mundo.                                                       -Ser sinais visíveis de Jesus Cristo na família, no trabalho, na economia, na educação e em tantos outros espaços no meio da sociedade.                                                                                                              -Praticar a sua fé e seu amor a Deus em todos os lugares e em quaisquer necessidades.                              -Participar com fidelidade e criatividade na construção de um mundo novo.                                                 -Viver o evangelho que leem, que rezam e que celebram, não apenas entre paredes de uma igreja, mas em todos os lugares.
Será que você está respondendo sempre Sim a Deus? Faça um teste.
Assinale com “S” para SIM e “N” para NÃO
( )Tenho obedecido a meus pais e/ou responsáveis?
( )Cumpro as minhas obrigações sem precisar que outras pessoas fiquem lembrando? (Ex: Olha, você precisa estudar!, arrumar a cama, fazer dever de casa...)
( )Participo da missa com alegria? (É o próprio Deus presente na eucaristia)
( )Rezo todos os dias, conversando com o meu Pai do céu?
 
Atividade: SIM ou NÃO
 

Será que você está respondendo sempre Sim a Deus? Faça um teste.
Assinale com “S” para SIM e “N” para NÃO
( )Tenho obedecido a meus pais e/ou responsáveis?
( )Cumpro as minhas obrigações sem precisar que outras pessoas fiquem lembrando? (Ex: Olha, você precisa estudar!, arrumar a cama, fazer dever de casa...)
( )Participo da missa com alegria? (É o próprio Deus presente na eucaristia)
( )Rezo todos os dias, conversando com o meu Pai do céu?




Se preferir faça um cartaz de sim e outro com a palavra não e cole uma próxima da outra. Entre elas faça um traço com fita separando-as. A medida que você falar as frases, cada criança se dirigirá para o lado do cartaz que contém a sua resposta. Ao final leve-as refletir sobre como elas tem respondido ao chamado de Deus.

SUGESTÃO 02 DE ATIVIDADE:
Montar um livrinho ilustrado das vocações.As crianças colorem os desenhos e depois apresentam as vocações aos pais. Pode ser também fantoches de varetas.






Oração final: Agradeça a Deus pelo seu imenso amor e peçamos a fidelidade nas pequenas coisas e que a exemplo de Nossa Senhora, saibamos dizer sempre SIM a Deus, pois para ele  nada é pequeno quando feito por Amor!!
 

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

MOBILIZAÇÃO NACIONAL DE ORAÇÃO- MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS





Oi pessoal! A paz do menininho Jesus e o amor de Maria para todos. Mês de agosto é um mês festivo. Mês das vocações! E quantas vocações precisam nascer no meio de nós. Vocações verdadeiras e puras alicerçadas no amor de Deus Que bom se semearmos vocações de sacerdotes e de matrimônios santos, seja qual for, mas que seja centrada no amor de Cristo. Aproveitemos para intensificar nossas orações e interceder pela nossa mãe RCC.
Como sugestão para os grupinhos de oração postaremos um roteiro sobre vocações, sugerido pela Nilza coordenadora do estado de Minas Gerais.
Em propósito de sermos apenas um, relembrando o tema deste ano, este mês faremos um único horário de oração. A proposta lançada para Agosto é que todos os estados orem juntos na hora da misericórdia. Todos nós numa mesma oração as 3:00 hs da manhã no dia 12 de Agosto.
As demais etapas da Mobilização seguem como de costume. Iniciemos com o sinal da cruz, a oração do Creio em seguida invocar o Espírito Santo. Depois rezar o Terço Bizantino do Evangelizador em anexo, faça em seguida uma intercessão profética pelo Escritório Nacional, todos seus projetos (Missionário, Construção da Nossa Casa, Revista...); Conselhos Nacional, Estadual e Diocesanos com todos seus eventos e projetos,  pelos Ministérios seus eventos e projetos e finalizando faça a oração que nos ensina Elena Guerra: “Senhor, faz que eu fale, agindo conforme teu Espírito: que as minhas palavras te glorifiquem e sejam úteis ao bem espiritual do meu próximo. Amém!” Seja sincero em suas orações. Interceda com fé meu irmão.
                Durante a intercessão anotem as palavras e as visualizações que forem saindo pra vocês, e no dia 13, que sucede ao dia da intercessão encaminhem para meu e-mail: danibio2007@yahoo.com.br faremos um único relatório do dia da Mobilização Nacional e encaminharei para Hyde que poderá repassá-lo ao Conselho Nacional. O mesmo Espírito habita  e age em nós.
Amigos divulguem esse trabalho, coloquem nos blogs, facebooks...Vamos alcançar  todos os servos de grupinhos de oração. Que o Espírito Santo nos dê coragem e unidade. Que o dia 12 de cada mês seja para aquecer o fogo que existe em cada um e para sustentar o fogo da Renovação Carismática Católica no Brasil.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

MISSA - 19° DOMINGO COMUM / DIA DOS PAIS

19° DOMINGO COMUM / DIA DOS PAIS


 
Acolhida
(Com): Bom dia, crianças! Hoje é festa dupla hein!!!?É dia de nossos pais...Eba! E é dia de celebração!!! Vou fazer pra você um convite:
- Feche os olhinhos, imagine que você está em um mar muito agitado!!!!E que você parece estar em perigo...e...o mar balança você pra lá, balança pra cá...Aiaiaaiai!!!Abra os olhos e em sua frente ...Tchanran!!!Está Jesus pra salvar você!!!
- Você fica alegre? Claro!!! Nesta hora vai ter certeza de que será salvo, não é?
Pois então, depois da liturgia de hoje vamos para nossas casas confiando ainda mais nessa sua salvação.
Vamos com muita alegria, em pé, receber o nosso Celebrante, os ministros e os coroinhas, cantando:

Ato penitencial:

Um rio sempre corre em direção ao mar. No caminho, além das flores, das árvores (mostrar) que podemos ver, tem muitas pedras, poluição, sujeira... Garrafas pet, copo descartáveis (mostrar o que for possível)  que atrapalham o rio a chegar mais rápido até o mar.
Somos como esse rio e precisamos de Jesus para ir tirando a sujeirinha que fica no caminho de nossas vidas e nos atrapalham a chegar a nossa meta que é Deus, que é viver o Reino de Deus. Vamos pedir perdão para que Ele nos ajude a tirar essas sujeirinhas( da mentira, da inveja, da fofoca...) e nos faça cada vez mais próximo do Pai...cantando:


Liturgia da palavra
Com: Agora é momento de todos nós prestarmos muita atenção ao que vamos ouvir...Vamos com muito silêncio xiiiiiiiiiiiiiii, com o coração aberto (mostrar coração) e ouvidos atentos ouvir a leitura que será proclamada por... (falar o nome de quem foi escolhido para ler)

Evangelho
Com:Hoje vamos aprender que Jesus nos salva e dá coragem!!!Lembra do barquinho no princípio da missa quando fechamos os nossos olhos...pois então!Agora é só prestar atenção...antes, vamos aclamar a palavra de Deus em nosso meio cantando:
           
Homilia:
Uma criança “bem caracterizada” dormindo com cobertas e sonhando
A criança dormindo começa a mexer para um lado e para o outro... fica agitada e chora ...acorda e chama:
- Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaai!!!
O pai vem correndo e fala:
- Que foi filhinha(o)?
- Papai, eu sonhei que você saiu de perto de mim e sumiu ...achei que você não ia voltar nunca mais...
- Filha, isso não irá acontecer...acredite que o meu amor é um amor sempre cheio da paz e que você deve confiar nisso...mesmo quando eu não estiver bem pertinho de você...as vezes o papai precisa se retirar...para o trabalho para uma viagem...mas até nisso eu estou cuidando de você...pois, tudo que faço é para que nossa família esteja bem...
Pode dormir em paz e saiba que estaremos sempre juntos no amor que nos une e naquilo que acreditamos...eu já te ensinei sobre Jesus porque sei que é Ele que todos os dias aumenta a nossa forma de acreditar e ter fé.
Sabia que um dia Jesus se separou de seus amigos e o barco com todos os eles (mostrar o barco) ficou no mar agitado  com vento contrário e eles também ficaram com medo, igual a você...
- É mesmo?
- Sim!!!E ainda foi pior...sabe porque?
- Não! Ele andou sobre as águas...(andar no chão imitando Jesus) e eles acharam que era um fantasma!!!E quando Ele falou que era ELE, o seu amigo Pedro falou:
-Então, se é Jesus, me manda andar também (chama a criança para andar junto)...ele foi...foi... foi... mas...ixe!!!Ficou com medo de novo! E...o que acha que aconteceu?
(menina)- Pluft!!!Caiu!
Ele gritou e Jesus o salvou...e todos viram e acreditaram que Ele era o Filho de Deus!!!

Não podemos ter uma fé que se abala por qualquer coisa...temos que ser firmes na fé e saber que o Senhor sempre está lá...mesmo quando ele fica caladinho...quietinho...Ele sempre nos estende a mão e nos salva com amor!!!Ele é nosso Salvador!!!

- Ah, papai! Que bom saber disso!!!Eu agora vou ficar muito tranquila...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(HOMENAGEM AOS PAIS)
Tirada da sugestão Estadual: Tema: São José modelo de pai

Deus É Pai - Pe. Fábio de Melo
Quando o sol ainda não havia cessado seu brilho,
Quando a tarde engolia aos poucos
As cores do dia e despejava sobre a terra
Os primeiros retalhos de sombra
Eu vi que Deus veio assentar-se
Perto do fogão de lenha da minha casa
Chegou sem alarde, retirou o chapéu da cabeça
E buscou um copo de água no pote de barro
Que ficava num lugar de sombra constante.
Ele tinha feições de homem feliz, realizado
Parecia imerso na alegria que é própria
De quem cumpriu a sina do dia e que agora
Recolhe a alegria cotidiana que lhe cabe.
Eu o olhava e pensava:
Como é bom ter Deus dentro de casa!
Como é bom viver essa hora da vida
Em que tenho direito de ter um Deus só pra mim.
Cair nos seus braços, bagunçar-lhe os cabelos,
Puxar a caneta do seu bolso
E pedir que ele desenhasse um relógio
Bem bonito no meu braço
Mas aquele homem não era Deus,
Aquele homem era meu pai
E foi assim que eu descobri
Que meu pai com o seu jeito finito de ser Deus
Revela-me Deus com seu
Jeito infinito de ser homem.